pinkbr
pinkbr

badge

%AVATAR%

%LOGIN% %TIMESTAMP%

%COMMENT%

pinkbr

4/26/19, 11:01 AM | 23 Views Save |

#PINKNEWS #HURTS2BHUMAN #ALBUMNOVO #PINKINROCKIINRIO #ESGOTADOS

  1. “Hurts 2B Human”, o oitavo disco que sai na próxima sexta-feira (26), continua de onde “Beautiful Trauma” encerrou, com P!nk ainda mais madura e traz todos esses discursos de forma ainda mais profunda. Fui uma privilegiadas em ouvir o projeto antes do lançamento. Aqui, a maestria da cantora-compositora se uniu a antigos parceiros de trabalho como Max Martin, a Shellback, Julia Michaels, Nate Ruess, Greg Kurstin, e pela primeira vez com Teddy Geiger, Sasha Sloan, Beck e Sia. O resultado é sem dúvida um disco conciso, com P!nk permeando diversas influências sem perder sua essência. Se você ouviu as faixas já lançadas, percebe claramente a riqueza de gêneros usados pela artista.
  • O álbum abre com “Hustle”, uma parceria pop animada com Dan Reynolds (Imagine Dragons), e a mensagem já é clara: “não mexa com ela”. O gênero também aparece em “(Hey Why) Miss You Sometime”, perfeita para se ouvir com o som nas alturas. O ritmo de “Hurts 2B Human” dá uma leve diminuída com o single “Walk Me Home” e segue com “My Attic”, que nos transporta com carinho para os segredos do obscuro. A discografia da artista é feita quase que em sua totalidade de composições próprias e “My Attic” é certamente uma das mais pessoais.
  • A primeira colaboração aparece na melódica, e uma das minhas preferidas, “90 Days”com Wrabel. O cantor-compositor já apresentou essa faixa ao vivo há alguns anos, mas que feliz a música ter oferecido à cantora! A junção das duas vozes traz ainda uma carga mais dramática à nova versão.

Em mais uma crítica, o site Herald Sun descreve o Hurts 2B Human como "o melhor álbum da P!nk desde Funhouse". Confira:

"Há uma liberdade criativa palpável... ela sabe que mereceu o direito de fazer o que quer, desde que tenha uns hits para a rádio. Então ela pode lançar 90 Days com Wrabel, seu melhor dueto desde Just Give Me a Reason, mas muito diferente. [...] Suas vozes estão em perfeita sincronia, com uma letra que pode ser resumida com o verso 'Se você for apenas um vício do qual preciso me libertar, eu poderia limpar meu organismo em 90 dias.'

Happy relembra a P!nk que cresceu com 4 Non Blondes - um pop sombrio cheio de angústia com uma letra reveladora. A canção começa com o verso 'Desde que tinha 17 anos, sempre odiei meu corpo e parece que ele me odeia' e acrescenta 'vi todos os terapeutas, mas sou uma vadia cínica, não gosto de falar sobre o que sinto, bebo mais um gole, juro que é meu último, porque é mais fácil do que me curar.'

Não é segredo que P!nk poderia fazer um álbum country, Love Me Anyway é um dueto com Chris Stapleton (produzida por P!nk) que mostra como esse álbum será bom quando ela o lançar.

A deslumbrante balada Circle Game, sobre deixar de ser a filhinha do papai e se tornar a mãe de uma menina, deixará uma boa parte de seus fãs chorando. The Last Song of Your Life é para aqueles que gostam da P!nk no modo 'cantando em volta da fogueira' (escrita com seu amigo Billy Mann).

A única canção que P!nk não ajudou a compor? My Attic, escrita por Julia Michaels. Quando você a ouve, assim como Try, parece que P!nk poderia tê-la composto. É uma balada arrebatadora que se desdobra diante dos seus ouvidos.

Quer pop? We Could Have It All (escrita com Beck - é a primeira vez que ele participa de uma canção da P!nk desde Feel Good Time) é um pop romântico oitentista com um refrão monstruoso - pense em Stevie Nicks ou Don Henley.

Courage foi escrita por Sia e imediatamente soa familiar, e Max Martin traz a cancão pronta para o Top 40 das rádios pop, (Hey Why) Miss U Sometime, na qual P!nk descreve um "amor à la Johnny Cash, do tipo 'não consigo achar minha roupa'."

Nota: ⭐️⭐️⭐️⭐️

  • Em entrevista para a rádio Beats 1 da Apple na última terça (22), P!nk falou um pouco sobre o "Hurts 2B Human" e seu processo de criação:

"Não parei de compor quando entrei em turnê. Trabalhei com o Dan Reynolds, do Imagine Dragons, com o Billy Mann, com quem sempre componho, fui a Nashville escrever algumas canções... Geralmente paro e espero uns dois anos, mas não parei e pensei em talvez lançar um EP só por diversão, até que se tornou esse álbum. Colaborei com Khalid, Chris Stapleton - uma das maiores honras da minha vida foi ter cantado com ele. Continuei gravando e percebi que tinha um álbum."

Sobre seu dueto com Khalid na faixa-título, ela comentou: "Eu o conheci no VMA há dois anos. Ele é muito autêntico e animado. Lembro-me de ser como ele, de querer conversar com estranhos sobre meu clipe novo. Queria cantar com ele porque amo sua voz, amo essa música e a ideia por trás dela. O mundo e as notícias tentam fazer as pessoas acreditarem que todos se odeiam, mas não é verdade. Tudo isso existe, mas gosto de pensar que pessoas bacanas que amam todos são a maioria. Hurts 2B Human trata da experiência humana. Sou uma mulher, Khalid é um homem, ele tem suas próprias experiências; ele é afro-americano, eu sou judia. Todos estão passando por alguma coisa. O importante é as pessoas ao seu redor, o círculo que você cria em sua vida para lidar com todas as merdas do mundo. É daí que veio a música."

Ela ainda revelou que a turnê terá novidades quando passar pela Europa: "Vamos fazer shows em estádios na Europa durante o verão e estamos mudando o show inteiro para incluir esse novo álbum. Estou animada. Sempre fico animada para ouvir as opiniões das pessoas porque não tenho mais radar, acho que tudo é incrível.

Fonte : Pink brasil & Popline

Subscriptions with local payment methods

Unlimited photos

Subscribe to Meadd

Just who has an account on meadd can comment.

Special