pabllovittar
pabllovittar

News

𝐢𝐧𝐢́𝐜𝐢𝐨 𝐝𝐚 𝐯𝐢𝐝𝐚 𝐞 𝐜𝐚𝐫𝐫𝐞𝐢𝐫𝐚

Phabullo Rodrigues da Silva nasceu em 1 de novembro de 1993 em São Luís, Maranhão. Ele é filho da técnica de enfermagem Verônica Rodrigues e tem duas irmãs, sendo que uma delas, Phamella, é sua gêmea. Vittar nunca conheceu seu pai biológico, que abandonou Verônica ainda grávida. Ele passou parte da infância vivendo em cidades do interior do Maranhão, como Santa Inês, depois passou a infância toda em Santa Izabel do Pará, no Pará. Vittar frequentou aulas de balé clássico e jazz durante a infância. Ele disse ter sido vítima de bullying em seus anos escolares, por causa de sua voz aguda e gestos delicados. Ao relembrar sua infância, Vittar disse que sempre teve a "noção de que era diferente e que não ia seguir os caminhos que um homem que nasceu com genitália masculina tinha que seguir: casar, ter filhos [...] Sabia que ia fazer alguma coisa no mundo para deixar minha marca."

No início da adolescência, Vittar voltou para o Maranhão, vivendo na cidade de Caxias. Na época, começou a cantar em festas e junto ao coral de uma Igreja Presbiteriana, além de se apresentar no Pop, um programa regional de Caxias, onde fez covers de canções de diversos artistas. Com 16 anos de idade, mudou-se para Indaiatuba, São Paulo, para tentar começar uma carreira artística. Vittar, no entanto, não obteve sucesso e acabou trabalhando em lanchonetes de fast food, salões de beleza e como operador de telemarketing. Foi com essa idade que ele se assumiu gay para sua mãe, e "nem surpresa ela ficou. Sempre me apoiou – aliás, a família inteira, minhas irmãs também", relatou o cantor em entrevista à Marie Claire. Dois anos depois, mudou-se com sua família para Uberlândia, Minas Gerais. Lá, Vittar foi aprovado para o curso de Design de Interiores da Universidade Federal de Uberlândia, que posteriormente descontinuou, devido a sua agenda de shows, que havia aumentado. No final de 2011, ele começou a publicar covers em um canal pessoal no YouTube.

Vittar disse que sempre foi fascinado pelo "universo feminino" e passou a se interessar pela arte das drag queens quando foi apresentado ao reality show RuPaul's Drag Race por um namorado. Quando assistiu ao programa, Vittar aprendeu que os artistas drag poderiam ser mais versáteis do que pensava: "Foi uma surpresa, não conhecia esse lado da arte drag. Fiquei apaixonada! Falei: eu posso ser isso aí. Foi uma libertação. Quando estou estressada, me monto e externalizo coisas que não consigo falar, mas que posso transmitir por meio da maquiagem e da produção." Ele se "montou" pela primeira vez aos 17 anos para divulgar a festa de uma amiga, entregando panfletos na porta de uma boate em Uberlândia; "...fui na farmácia, comprei um lápis, um batom e umas extensões tão baratas que acabaram virando um dread só". Vittar aprendeu a se maquiar assistindo a tutoriais no YouTube e participou de concursos de beleza antes de iniciar sua carreira musical. Vittar costumava cantar nas festas das quais participava na Universidade Federal de Uberlândia e começou a atuar profissionalmente como drag queen e cantor na casa noturna Belgrano, dos produtores Ian Hayashi e Leocádio Rezende, localizada em Uberlândia.
Special