ladyxgaga
ladyxgaga

badge

News

โ–ช ๐—™๐—ถ๐—น๐—ฎ๐—ป๐˜๐—ฟ๐—ผ๐—ฝ๐—ถ๐—ฎ ๐—ฒ ๐—ฎ๐˜๐—ถ๐˜ƒ๐—ถ๐˜€๐—บ๐—ผ

๐Ÿž› ๐…๐ข๐ฅ๐š๐ง๐ญ๐ซ๐จ๐ฉ๐ข๐š  โธป

Depois de recusar um convite para aparecer no single "We Are the World 25" (por causa dos ensaios de sua turnê) para beneficiar as vítimas do terremoto de 2010 no Haiti, Gaga doou os lucros de seu show Radio City Music Hall em janeiro de 2010 para a reconstrução do país fundo de ajuda.[407] Todos os lucros de sua loja online naquele dia também foram doados, e Gaga anunciou que $ 500.000 foram coletados para o fundo.[408] Horas depois do terremoto e tsunami de 2011 em Tóquio, Gaga twittou um link para as Pulseiras de Oração do Japão. Todas as receitas de uma pulseira que ela projetou em conjunto com a empresa foram doadas para esforços de socorro;[409] estes levantaram US $ 1,5 milhão.[410] Em junho de 2011, Gaga se apresentou no show de caridade da MTV Japão em Makuhari Messe, que beneficiou a Cruz Vermelha Japonesa.

Em 2012, Gaga se juntou ao grupo de campanha Artistas Contra Fracking.[412] Naquele outubro, Yoko Ono deu a Gaga e outros quatro ativistas o LennonOno Grant for Peace em ReykjavíkIslândia.[413] No mês seguinte, Gaga se comprometeu a doar US $ 1 milhão para a Cruz Vermelha Americana para ajudar as vítimas do furacão Sandy. A Gaga também contribui na luta contra o preconceito á pessoas soropositivas, com foco em educar as mulheres jovens sobre os riscos da doença. Em colaboração com Cyndi Lauper, a Gaga uniu forças com a MAC Cosmetics para lançar uma linha de batons sob a linha de cosméticos complementares Viva Glam.[414] As vendas arrecadaram mais de US $ 202 milhões para combater o HIV e a AIDS.

Em abril de 2016, Gaga se uniu ao vice-presidente Joe Biden na Universidade de Nevada, em Las Vegas para apoiar a campanha It's On Us de Biden enquanto ele viajava para faculdades em nome da organização, que viu 250.000 estudantes de mais de 530 faculdades assinarem uma promessa de solidariedade e ativismo.[416] Dois meses depois, Gaga participou da 84ª Conferência Anual dos Prefeitos dos EUA em Indianápolis, onde se juntou ao Dalai Lama para falar sobre o poder da bondade e como tornar o mundo um lugar mais compassivo.[417] O governo chinês adicionou Gaga a uma lista de forças estrangeiras hostis, e os sites chineses e organizações de mídia foram obrigados a interromper o upload ou a distribuição de suas músicas. O Departamento de Publicidade do Partido Comunista da China (CCPPD) também emitiu uma ordem para os meios de comunicação controlados pelo Estado condenarem esta reunião.

๐Ÿž› ๐๐จ๐ซ๐ง ๐“๐ก๐ข๐ฌ ๐–๐š๐ฒ ๐…๐จ๐ฎ๐ง๐๐š๐ญ๐ข๐จ๐ง โธป

Em 2012, Gaga lançou a Born This Way Foundation (BTWF), uma organização sem fins lucrativos que se concentra no empoderamento da juventude. Leva o nome de seu single e álbum de 2011. O proprietário da mídia, Oprah Winfrey, o escritor Deepak Chopra, e a secretária de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Kathleen Sebelius, falaram na inauguração da fundação na Universidade de Harvard.[419] O financiamento original da fundação incluiu US $ 1,2 milhão da Gaga, US $ 500.000 da MacArthur Foundation e US $ 850.000 da Barneys New York.[420] Em julho de 2012, a BTWF estabeleceu uma parceria com a Office Depot Center., que doou 25% das vendas, um mínimo de US $ 1 milhão de uma série de produtos de volta à escola de edição limitada.[421] As iniciativas da fundação incluíram o "Born Brave Bus", que a seguiu em turnê como um centro juvenil, como uma iniciativa contra o bullying.

Em outubro de 2015, no Centro de Inteligência Emocional de Yale, Gaga se juntou a 200 estudantes do ensino médio, políticos e autoridades acadêmicas, incluindo Peter Salovey, para discutir maneiras de reconhecer e canalizar emoções para resultados positivos.[424] Em 2016, a fundação fez parceria com a Intel, Vox Media e Recode para combater o assédio virtual.[425] A receita de vendas da 99ª edição da revista V, que contou com Gaga e Kinney, foi doada à fundação.[426] Gaga e Elton John lançaram a linha de roupas e acessórios Love Bravery na Macy's em maio. 25% de cada compra suportam a fundação de Gaga e Fundação Elton John AIDS.[427] A Gaga fez uma parceria com a Starbucks por uma semana em junho de 2017 com a campanha "Cups of Kindness", em que a empresa doou 25 centavos de algumas das bebidas vendidas para a fundação.[428] Ela também apareceu em um vídeo da Staples Inc. para angariar fundos para a fundação e para a DonorsChoose.org.

๐Ÿž›  ๐ƒ๐ž๐Ÿ๐ž๐ฌ๐š ๐‹๐†๐๐“ โธป

Como uma mulher bissexual,[a] Gaga apoia ativamente os direitos LGBT em todo o mundo.[430] Ela atribui muito do seu sucesso inicial como artista mainstream a seus fãs gays e é considerada um ícone gay.[431][432] No início de sua carreira, ela teve dificuldade em conseguir um programa de rádio e declarou: "O ponto de virada para mim foi a Comunidade LGBT".[433] Ela agradeceu à FlyLife, uma empresa de marketing LGBT com sede em Manhattan, com quem a sua gravadora Interscope trabalha, nas notas do The Fame.[434] Uma de suas primeiras apresentações televisivas foi em maio de 2008 no NewNowNext Awards, uma premiação exibida pelo logotipo da rede de televisão LGBT.[435]

Gaga falou na Marcha Nacional pela Igualdade de 2009 em Washington em apoio ao movimento LGBT.[436] Ela participou do MTV Video Music Awards de 2010, acompanhada por quatro ex-membros gays e lésbicas das Forças Armadas dos Estados Unidos, que tinham sido incapazes de servir abertamente sob a política "don't ask, don't tell" dos militares dos EUA, proibiu a homossexualidade aberta nas forças armadas.[437] Gaga pediu aos seus fãs via YouTube para contatar seus senadores em um esforço para derrubar a política. Em setembro de 2010, ela falou em uma reunião da Servicemembers Legal Defense Network em Portland, Maine. Após este evento, o The Advocate a nomeou uma "advogada feroz" aos LGBT.

Gaga apareceu na Europride, um evento internacional dedicado ao orgulho LGBT, em Roma, em junho de 2011. Ela criticou o estado pobre dos direitos dos homossexuais em muitos países europeus e descreveu os homossexuais como "revolucionários do amor".[439] Gaga foi ordenada como ministro pelo Mosteiro da Igreja da Vida Universal para poder oficiar o casamento de duas amigas.[440]

Em junho de 2016, durante uma vigília realizada em Los Angeles pelas vítimas do Massacre de Orlando em uma boate gay, Gaga leu em voz alta os nomes das 49 pessoas mortas no ataque e fez um discurso.[441] Mais tarde naquele mês, Gaga apareceu no vídeo de homenagem da Human Rights Campaign às vítimas do ataque.[442]

Ela se opôs à presidência de Donald Trump e lamentou sua proibição de transgêneros no serviço militar.[443][444] Ela apoiou a ex-secretária de Estado Hillary Clinton nas Eleições presidenciais americanas em 2016.

๐Ÿž›   โธป

Special
Links
โ”€โ”€โ”€ ๐ฟ๐ด๐‘†๐‘‡ ๐‘ƒ๐‘…๐‘‚๐ฝ๐ธ๐ถ๐‘‡ โฎฏ โŽ›โ‰ป ๐‡๐Ž๐‹๐ƒ ๐Œ๐˜ ๐‡๐€๐๐ƒ โš แถ แตƒแต—สฐแต‰สณ หขแต’แถฐ แตƒแถฐแตˆ สฐแต’แต˜หขแต‰ แต’แถ  แตแต˜แถœแถœแถค โœž โฆฟ ๐‹อŸ๐€อŸ๐ƒอŸ๐˜อŸ ๐†อŸ๐€อŸ๐†อŸ๐€ โ•โ•โ•โ•โ•• ๐‘œ ๐’Ž๐’‚๐’Š๐’๐’“ ๐‘๐‘œ๐‘Ÿ๐‘ก๐‘Ž๐‘™ ๐’‡๐’‚๐’ แƒ“ โ‹† ๐•ก๐•™๐• ๐•ฅ๐•  ๐–ฆอŸ๐– อŸ๐–ซอŸ๐–คอŸ๐–ฑอŸ๐–จอŸ๐–  ๏ผจ๏ผฑโŽฌ โ•ญโ”โ”โ”โ”โ™กโ”โ”โ”โ”โ•ฏ โ•˜ ๐–ฟ๐–บ๐—‡๐—ฝ๐—ฎ๐—ด๐—ฒ โฅ ๐• ๐•—๐•š๐•”๐•š๐•’๐• โ‚ช ๐— ๐——๐——/๐™ป๐™ฐ๐™ณ๐šˆโœ˜๐™ถ๐™ฐ๐™ถ๐™ฐโŽž โ”• โ•ธโ•ธโ•ธโ•ธโ•ธโ•ธโ•ธโ•ธโ”‘ ษชฮ‡สŸสŸ ส™แด‡ สแดแดœส€ ๐‘ฌอŸ๐‘ตอŸ๐‘ฐอŸ๐‘ฎอŸ๐‘ดอŸ๐‘จโ•ฎ โ€ข ๐‚ ๐‡ ๐‘ ใ€„ ๐Œ ๐€ ๐“ ๐ˆ ๐‚ ๐€โ•ฏ โ”โ”๐Ÿ…ป๐Ÿ…ถโ”โ”โ•โ• ๐—ŸอŸ๐—”อŸ๐——อŸ๐—ฌ โŽ ๐˜ธอŸ๐˜ฆอŸ๐˜ญอŸ๐˜คอŸ๐˜ฐอŸ๐˜ฎอŸ๐˜ฆ๐˜๐—ผ โŽฌ๐”พ๐”ธ๐”พ๐”ธโŽจ