kyliem
kyliem

News

ı updated news ❝ 311 ı

[SPOILERS] ATOR DE THE WALKING DEAD EXPLICA PORQUE RETORNOU PARA “LIMPAR A ÁREA”

Lennie James conversa com o MTV News sobre seu retorno ao drama de zumbis pela primeira vez desde a estreia da primeira temporada.

ALERTA: Existem SPOILERS de The Walking Dead a seguir!

Ele está de volta – mas será que está “limpo”?

No último episódio de The Walking Dead, o ator Lennie James retornou para o drama da AMC como o endurecido sobrevivente Morgan Jones, visto pela última vez no episódio piloto, morando com seu filho, e incapaz de matar sua esposa, que tinha se transformado em zumbi. No episódio dessa semana, Morgan se reuniu com o líder da série, Rick Grimes (Andrew Lincoln), mas como uma imitação distante do homem que ele, um dia, fora; seu filho foi morto pela esposa que Morgan não conseguira matar na series premiere. No meio dessa tragédia, está Morgan, totalmente despedaçado, que passa o resto dos seus dias matando – ou “limpando a área”, conforme ele diz – todos os walkers que consegue matar.

James conversou com o MTV News sobre o que levou ao seu retorno em The Walking Dead, o que acha sobre o que aconteceu com Morgan, e se poderemos o favorito dos fãs novamente.

MTV: É animador ver Morgan de volta ao seriado. Isso é algo que os fãs queriam ver desde a series premiere. Como isso aconteceu?

Lennie James: O momento foi propício, e a história chegou a um ponto em que eu imagino que eles precisavam do Morgan. Nós conseguimos organizar as datas. Eu estive em contato com [a produtora executiva Gale Anne Hurd] ao longo dos anos; ela conversou comigo e eu conversei com a AMC. Nós finalmente conseguimos fazer acontecer. Foi verdadeiramente sem rodeios, como aconteceu no final.

MTV: Morgan é um homem muito diferente quando nós o reencontramos. Está enlouquecido, ainda que isso seja compreensível, devido ao que ele passou. O que você acha do caminho pelo qual os roteiristas levaram o personagem?

James: É uma das coisas que mais me animaram em voltar: a oportunidade de fazer essa jornada. Você pode ver muito bem a jornada em que o personagem de Andrew Lincoln está, mas não pode ver a de Morgan, ainda que eles a tenham iniciado, essencialmente, no mesmo momento.Ter a oportunidade de contar como foi essa jornada em um episódio foi uma das coisas que mais me animaram. Eu acho que os roteiristas e o pessoal de The Walking Dead fizeram um trabalho fantástico. Foi um episódio empolgante de gravar, para preencher a lacuna entre o piloto e o décimo segundo episódio da terceira temporada. Essa foi a alegria de voltar. A maneira que eles fizeram, quase do momento em que você o vê novamente, você percebe que esse cara passou por uma jornada infernal.

MTV: A história do que aconteceu com o filho dele foi brutal. Ela se relaciona com o piloto de uma maneira muito inteligente: Morgan teve a chance de matar sua esposa, mas não conseguiu fazê-lo. Ele sofre as consequências dessa decisão, quando ela mata o filho dos dois. O que você achou desse ciclo?

James: Eu acho que foi o que foi, foram coisas muito bem escritas que foram fáceis de gravar e fáceis de entrar na sua cabeça, no espaço em que precisa ficar e fomos muito bem sucedidos. Foi isso que o roteiro me ofereceu. Aquela história inicial, com Morgan sendo incapaz de matar a esposa repercutiu entre os fãs. Eu acho que ela deixou um gancho, o motivo pelo qual as pessoas estão tão interessadas em ver o retorno do Morgan, para concluir esse ciclo em particular e poderem dizer, sim, ele matou a sua esposa – mas foi após um evento muito mais trágico que ele foi forçado a matá-la. Você consegue sentir o quanto esse cara está completamente pirado. [Risos]

MTV: Durante todo o episódio, Morgan fica falando em “limpar a área”. Esse também é o título do episódio. Você pode explicar o que isso significa pra você e para o Morgan?

James: Ele é um homem que está de luto, que sente que está sendo punido, e um homem que, num certo nível, desejaria estar morto. Mas ele não está. Eu acho que, naquele ponto, algumas pessoas com desejo de morte estão dispostas a arriscar demais. Para Morgan e o risco que ele corre, a única justificativa que ele consegue encontrar nesse mundo louco em que vive – sua esposa está morta, seu filho também – a única coisa que ele consegue encontrar para justificar isso é que deve haver um propósito. E seu propósito é matar o máximo de walkers que consegue, matar todos. Isso é tudo que lhe restou. É nessa estrada que ele está. Ele é um homem com uma missão; ele é um homem sem nome. A única coisa que ele consegue alcançar, e o único sentido que ele encontra em não matar a esposa e só fazer isso após ela ter mordido seu filho, é que, em algum lugar, os Deuses, o universo, algo lhe diz, “Seu trabalho aqui é matar”. É isso que significa. É seu trabalho “limpar a área”.

MTV: Isso se relaciona com o motivo de ele não ter ido embora com Rick no final? Que ele já está numa missão, e que o Rick está oferecendo pode distraí-lo de seu propósito?

James: Sim. E eu acho que, de uma maneira muito estranha, o que Rick está oferecendo a ele aproxima-se da normalidade em meio a esse mundo louco de The Walking Dead. Ele não consegue lidar com algo estruturado e organizado. Ele não consegue lidar com estar ao redor de muitas pessoas. Em um certo nível, ele não ir é um ato de uma estranha amizade com Rick. “Não posso ir com você porque eu não sei como pode ser começar a próxima “limpeza” que eu tiver que fazer.”

MTV: Claro, Morgan ainda está vivo no final do episódio, então a porta está aberta para outra participação.

James: Se eles quiserem, se eles oferecerem algo tão maravilhoso quanto me ofereceram nesse último episódio, eu consideraria seriamente [voltar]. Eu aprecio meu tempo em The Walking Dead. Há poucos seriados, quase nenhum seriado é como esse. Eu realmente adorei meu tempo em Atlanta e adorei trabalhar com Andy Lincoln. Se todas essas coisas acontecerem, porque não voltaria? Mas eu não faço ideia se estou nos planos deles ou se isso é uma possibilidade nesse momento.
Special