jg
News

◎ 𝒱𝗶𝗱𝗮 𝒫𝗲𝘀𝘀𝗼𝗮𝗹

𝖥𝖺𝗆𝗂́𝗅𝗂𝖺 𝖾 𝗈𝗎𝗍𝗋𝖺𝗌 𝗋𝖾𝗅𝖺ç𝗈̃𝖾𝗌

Filho do diretor Stephen Gyllenhaal e da roteirista Naomi FonerRobert Achs, a família de Gyllenhaal inclui a sua irmã, a atriz Maggie Gyllenhaal, que está casada com Peter Sarsgaard, o ator que já havia trabalhado com Gyllenhaal co-protagonizando em Jarhead e em Rendition. Em dezembro de 2006, Jake e sua irmã escaparam de um incêndio que destruiu Manka's, um famoso restaurante e casa de hospedagem em Inverness, Califórnia, onde se encontravam nas férias. A sobrinha de Gyllenhaal, Ramona Sarsgaard, nasceu em 3 de outubro de 2006. Jamie Lee Curtis é a sua madrinha, e várias vezes ele tem mencionado que seus padrinhos formam um casal gay O mesmo Gyllenhaal é padrinho de Matilda Rose Ledger (nascida em 28 de outubro de 2005), filha do ator falecido Heath Ledger e de Michelle Williams, sendo Ledger com quem trabalhou em Brokeback Mountain. Seu tio, Anders Gyllenhaal, é o editor executivo de The Miami Herald. Seu tio falecido foi o diretor de cinema Robert Achs.

Gyllenhaal namorou a atriz Kirsten Dunst durante quase dois anos a partir de 2002. Gyllenhaal também já namorou a atriz Natalie Portman e a atriz de Rendition, Reese Witherspoon. Witherspoon confirmou a relação, sobre o que a mídia tinha especulado desde o início de 2007, em uma entrevista para a edição de novembro de 2008 da revista Vogue. O casal se separou em novembro de 2009, mas o informe foi negado pelos publicistas de Witherspoon e Gyllenhaal, que declararam que "eles ainda estavam juntos". Entretanto, semanas depois, um informe do Us Weekly disse que o casal estava separado

No final de 2010, ele começou a namorar a cantora country Taylor Swift. Porém o namoro durou apenas dois meses.

É amigo íntimo desde que eram pequenos do músico Adam Levine , atual vocalista e guitarrista da banda Maroon 5.

Para o seu personagem do filme "Nightcrawler", Jake perdeu mais de 10 kg, por ideia do mesmo.

𝖯𝗈𝗅𝗂́𝗍𝗂𝖼𝖺𝗌 𝖾 𝗈𝗎𝗍𝗋𝗈𝗌 𝗂𝗇𝗍𝖾𝗋𝖾𝗌𝗌𝖾𝗌

Gyllenhaal é politicamente ativo. Ele gravou um comercial para o Rock the Vote, e ao lado de sua irmã, visitou a Universidade do Sul da Califórnia para encorajar estudantes a votar durante a eleição estadunidense de 2004. Ele também fez campanha para o candidato presidencial democrata John Kerry. Ele disse, entretanto, que "me frustra quando os atores falam de política; sou político e faço eleições em meus filmes que penso que são políticos. Tento e digo coisas com o que eu faço. Certo ou errado, os jovens atores tem todo o poder". Em uma entrevista para Rendition, observou que "é triste quando os atores são políticos e políticos são atores"

Criado em uma família preocupada com questões sociais, Gyllenhaal fez campanha em nome da União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU), uma organização que toda a sua família apoia. Ambientalista consciente, ele recicla regularmente, e disse em uma entrevista que gasta $400 para ter árvores plantadas em uma floresta de Moçambique, parcialmente para promover o programa Futuro das Florestas. Após filmar The Day After Tomorrow, ele voou ao Ártico para promover a consciência das mudanças climáticas.

Em seu tempo livre, Gyllenhaal desfruta da marcenaria e da culinária. Sobre seu costume de meditar todos os dias, ele disse, "não sou um budista de carteirinha, mas tento praticar".

Gyllenhaal foi contratado para ajudar no evento de caridade da TV, Stand Up To Cancer.
Special