fanaticism
fanaticism
%AVATAR%

%LOGIN% %TIMESTAMP%

%COMMENT%

18 de dezembro de 2015 90 views

De Junior para Marina and the Diamonds [repost]

Bom, como definir meu sentimento quando se trata de Marina and the Diamonds? Primeiramente, vou explicar como conheci esse ser tão iluminado que, com o tempo, se tornou um guia na minha vida. Por volta de 2012/2013 estava eu em busca de novos sons, novos artistas e eu sempre tinha um site certo para buscar isso (porém não cabe citá-lo), foi quando vi uma notícia de rodapé destacando o lançamento do clipe de "How To Be A Heartbreaker" ou "Primadonna", não sei dizer ao certo, foi quando me apaixonei pelo som. Mas é certeza, que eu passei a gostar da Marina, ou melhor, da sua obra, ao ouvir "Primadonna", eu me perguntei: - Será que tem alguma relação com a Madonna? Desde então, após me apaixonar pelo single, eu procurei mais músicas dela e foi então que assisti o videoclipe de "How To Be a Heartbreaker" e me apaixonei por toda fotografia (claro, pela música também) e decidi, desde então tê-la em meu acervo, foi a partir de daí que passei a escutar tudo o que ela já tinha produzido e lançado. Já era a época de "Electra Heart" (na minha opinião, a melhor era da Marina) e já me encontrava alucinado por aquilo, por o que ela era. Depois de iludido eu tive que adquirir obras dessa artista, me via na necessidade de demonstrar o quanto eu gostei disso, de tudo o que ela já tinha produzido, desde "The Family Jewels" até então "Electra Heart". No começo, eu nunca tinha pensando em criar algo, algum espaço pra me dedicar a Marina, diariamente. Então, obtive um álbum dela e assim passei a ter mais tesão por cada coisa que ela fazia, pois só quem é fã, sabe que ela lançou clipes para quase todas as músicas de "Electra Heart", o que foi uma proeza diante do cenário da música, que era improvável alguém produzir clipes para todo o álbum, isso em 2012/2013.
E nesse ano, quando estava fora do meadd e resolvi voltar, criei o meaddFAN mesmo após a derrocada, que foi, a furada que a Marina nos deu no Lollapalooza, pois pra mim não importava se ela deixou de vir pra cá por pura irresponsabilidade, eu apenas queria voltar para o meadd e seria interessante ter essa experiência, novamente, de ter que cuidar de um meaddFAN, um meadd meu. Tanto, que, hoje eu mal atualizo meu meadd pessoal /ju_nim, como vcs podem ver. Em 2015, Marina lançou Froot e no começo eu critiquei muito, principalmente por ela ter aceitado o fato de ter que publicar 3 a 4 músicas do álbum por mês, quando a ideia inicial era publicar uma por mês, ideia essa arguida primeiramente pela própria cantora. E, para minha surpresa ela foi uma das poucas cantoras que criticou o TIDAL e após todas essas atitudes eu passei a buscar a Marina como pessoa, isto é, a tentar conhecê-la. Curti a página dela no Facebook e não via porque criar uma fanpage dentre tantas já existem, então juntei o útil ao agradável e sou, hoje, o único meaddfan ativo e atualizado sobre Marina e tenho orgulho de ser fã dela, apesar de tudo. EU TE AMO, não só como cantora, artista, compositora, mas como pessoa que é, minha eterna e pequenina Diamandis.

Visite o nosso theFANATICISM da semana, themarina!

Subscriptions with local payment methods

Unlimited photos

Subscribe to Meadd

spearsbr

1. spearsbr 19 de dezembro de 2015

meu amôoooo

desde1910

2. desde1910 21 de dezembro de 2015

fanaticism 18/12/15 19:04
Vamos fazer um chat, gostariamos da sua presença
........................................................

data?

somosum

3. somosum 2 de janeiro de 2016

seguindo aqui =D

imperious

4. imperious 2 de janeiro de 2016

Oieeee <3

the100

5. the100 2 de janeiro de 2016

tbm tô apaixonada, rs
e aqui, volta quando?