fabioquartararo
fabioquartararo

%AVATAR%

%LOGIN% %TIMESTAMP%

%COMMENT%

3 de abril de 2024 às 09:01 39 views

Quartararo vê dinheiro “fator importante”, mas mira “projeto de que goste” na MotoGP

Fabio Quartararo indicou que dinheiro não será um fator determinante na escolha para o futuro na MotoGP. No último ano do atual contrato com a Yamaha, o francês afirmou que conversa “com todo mundo”, mas busca um projeto de que goste e que lhe “permita atingir os resultados que quero”.

2024 é um ano onde a maioria dos pilotos está no último ano de contrato. As exceções são Johann Zarco e Luca Marini, fechados com a Honda até 2025, e Brad Binder e Francesco Bagnaia, que assinaram com KTM e Ducati, respectivamente, até 2026. A duração do vínculo de Pedro Acosta com a casa de Mattighofen é incerta, enquanto Fermín Aldeguer já assinou um contrato de dois anos — que pode ser renovado por mais dois — com a casa de Borgo Panigale para trocar a Moto2 pela classe rainha na próxima temporada.

Piloto de fábrica da Yamaha desde 2021, Quartararo ainda não sabe se vai seguir com a marca dos três diapasões. ‘El Diablo’ tem pressionado por melhora na YZR-M1, mas ainda não está satisfeito com a performance, mesmo notando uma mudança sensível na forma de trabalho da equipe.

Nas últimas semanas, surgiram rumores de uma aproximação da Aprilia, mas Quartararo garante que está conversando com “todo mundo”.

“Estamos conversando com todo mundo sobre o meu futuro”, disse Quartararo em entrevista à emissora italiana Sky. “Acho que é interessante fazer isso. Não vou levar meses e meses antes de tomar uma decisão. Logo vou traçar meu próprio caminho para o futuro”, seguiu.

“Não estou dizendo que será logo, mas não vou esperar muito tempo”, explicou.

Fabio explicou, ainda, o que considera prioritário na hora de definir o futuro na MotoGP.

“Dinheiro é um fator importante para todo mundo. Mas quero um projeto que goste e que me permita atingir os resultados que quero”, encerrou.

FONTE