beyonceknowles
beyonceknowles

News

✦ 𝑰𝑴𝑨𝑮𝑬𝑴 𝑷𝑼𝑩𝑳𝑰𝑪𝑨

────────────────────────────────────────────────────────────────
Beyoncé tem muitas estátuas de cera diferentes, incluído uma no museu Madame Tussauds. Tina Knowles lançou em 2002 um livro intitulado Destiny's Style: Bootylicious Fashion, Beauty and Lifestyle Secrets From Destiny's Child. O livro descreve como o sucesso atingiu o Destiny's Child. Em 2007 ela se destacou como capa da revista Sports Illustrated Swimsuit Issue, se tornando a primeira mulher não-modelo e não-atleta e a segunda afro-americana depois da modelo Tyra Banks a estampar a capa da revista. No mesmo ano, uma imagem de Beyoncé segurando um longo cigarro foi exposta nos outdoors e jornais dos Estados Unidos, para fazer a divulgação do seu álbum B'Day. A imagem não agradou a um grupo de antitabagismo que declarou que ela não precisa adicionar o suporte de cigarro para parecer uma pessoa mais sofisticada.

Por ser uma das celebridades negras mais expostas a mídia nos Estados Unidos, Beyoncé tem recebido muitas vezes críticas devido ao racismo e ao sexismo. Ela já processou a empresa L'Oréal por ter alterado o seu tom de pele digitalmente em uma de suas propagandas. A empresa negou ter alterado os traços ou o tom de pele de Beyoncé na propaganda do produto. A revista Vanity Fair também foi acusada de alterar o tom de sua pele digitalmente, mas nada foi confirmado pela revista.

No dia 24 de abril de 2009 Beyoncé apareceu no programa de televisão Larry King Live, com uma imagem mais política e conservadora sobre tudo, desde cantar na inauguração do presidente Barack Obama, ao racismo que ela enfrentou por ser um afro-americano. Durante a entrevista ela afirmou que cantar para o presidente no baile de posse foi o destaque de sua carreira.

A revista People elegeu Beyoncé como a artista mais bem vestida de 2007. Para a revista Rolling Stone, depois do lançamento do álbum Dangerously in Love, ela se tornou um símbolo sexual, semelhante a mulheres como a atriz Halle Berry. No World Music Awards de 2008, Beyoncé foi homenageada com um prêmio pela sua contribuição excepcional para as artes. O Salão da Fama e Museu do Rock and Roll colocou o álbum Dangerously in Love na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.
────────────────────────────────────────────────────────────────
𝑆𝑢𝑎 𝑚𝑎𝑖𝑜𝑟 𝑒 𝑚𝑒𝑙𝘩𝑜𝑟 𝑓𝑜𝑛𝑡𝑒 𝑠𝑜𝑏𝑟𝑒 𝑩𝒆𝒚𝒐𝒏𝒄𝒆 𝑛𝑜 𝑚𝑒𝑎𝑑𝑑 𝘈𝘵𝘶𝘢𝘭𝘪𝘻𝘢𝘥𝘰 𝘥𝘪𝘢𝘳𝘪𝘢𝘮𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘱𝘰𝘳: 𝓦𝒆𝒃𝒆𝒓
Special