_caioc3

badge badge

News

■ Na pele de Dom Pedro, Caio Castro revela que treinou sotaque: "Passei dez dias em Portugal"

Depois de um período sabático em que viajou pelo mundo e repensou ﷯a vida, Caio Castro volta cheio de gás em 
Novo Mundo. Ator também pode ser visto nos cinemas em Travessia
rabalhando cinco anos direto, Caio Castro, 28 anos, precisava de um break. O que ele fez? Colocou a mochila nas costas e viajou da Califórnia, nos Estados Unidos, ao Brasil, de carro. Os perrengues, foram vários. Mas ele adora. Em 2012, chegou a visitar 23 países! Se tem possibilidade de aventura, já está lá. Quem o conhece, sabe que é um apaixonado por esportes radicais, entre eles o paraquedismo. O que ficou desses momentos ao lado dos amigos foi a experiência e as histórias para contar.
Agora, o ator está de volta ao batente, renovado e feliz de encarar os desafios de viver Dom Pedro na novela Novo Mundo (Globo). Caio também pode ser visto nos cinemas como Júlio, em Travessia. No longa, ele vive um traficante de drogas que tem uma turbulenta relação com o pai, vivido por Chico Diaz, 58. “Nunca tinha feito um personagem parecido, foi um papel bastante desafiador”, revela. Reservado com relação à sua vida amorosa, o paulistano não comenta os rumores de romance com a blogueira Lais Rasera, 26. “Prefiro não falar sobre vida pessoal.” Leia mais a seguir.
PERÍODO SABÁTICO “Foi importante, voltei completamente renovado. Visitei lugares surpreendentes, mas também passei por muitos perrengues. Todos os detalhes dessa experiência estão disponíveis no meu canal do YouTube.”

NA ESTRADA “Estava trabalhando há cinco anos direto, então essa viagem foi importante para colocar minha mente no lugar e pensar mais em mim mesmo. Foi uma experiência única. O maior perrengue que passei foi um terremoto no Japão enquanto estava no 15º andar.”
DESAFIO EM TRAVESSIA “Nunca tinha feito um personagem parecido, foi um papel bastante desafiador e uma experiência muito interessante dar vida ao Júlio. Me preocupei em levar uma realidade ao personagem para que as pessoas pudessem realmente sentir tudo o que o personagem passa durante o filme. Ele mostra uma situação bem complicada, uma relação difícil entre pai e filho.”

EM FAMÍLIA “Tenho uma relação muito boa com meus pais, meu irmão, meus avós... Agradeço muito a eles por toda a confiança na minha carreira, devo muito disso a eles.”
NAS TELONAS “Essa foi a minha segunda participação no cinema. Meu primeiro filme foi A Grande Vitória, em 2014. Não tenho isso como uma meta, mas gosto bastante de contracenar nesse formato também. É uma dinâmica, inclusive de gravações, diferente de novelas... Gosto de aproveitar essas oportunidades com papéis diferentes que me tiram da zona do conforto, sabe?”

PARCERIAS “Chico (Diaz) é um excelente ator, um dos maiores dessa geração, foi um grande aprendizado e uma honra estar ao lado dele nesse filme. Eu e a Camilla já nós conhecíamos, mas nunca tínhamos contracenado juntos. Ela é séria e parceira, foi natural.”
RELAÇÃO COM AS DROGAS “Prefiro uma cervejinha. Nunca passei por uma situação desse tipo (do filme). Acho que neste caso a discussão sobre a legalização da maconha é o mais importante. E também a conscientização com os jovens e adolescentes dessa geração para que saibam os problemas que a droga pode gerar.”
SOTAQUE LUSITANO “Está sendo muito interessante porque, além de reler tudo sobre Dom Pedro, é completamente diferente de mim. Consegui criar um personagem novo, sem nenhuma referência minha. Para poder treinar o sotaque, passei dez dias em Portugal fazendo laboratório, isso fez toda a diferença. Todas as vezes que falamos com o sotaque lusitano é engraçado.”

MUDANÇAS NO CORPO “Precisei emagrecer bastante para fazer Dom Pedro, por isso tenho malhado muito pouco. Mas continuo fazendo academia e tenho feito também aulas de equitação e espada para o personagem. Gosto demais de comer, principalmente comida japonesa. Ultimamente, tenho feito dieta por conta do personagem, nada radical, só tenho evitado comer besteiras. Me considero um cara vaidoso sim, mas na medida, sou muito tranquilo.”
REALIZADO COM A VIDA“Me sinto feliz por essas novidades. Estou animado! Não abro mão de ficar com minha família e meus amigos. Sempre que consigo, gosto de estar com eles.”

UMA MANIA “De mexer no bigode."
Special